Gerenciamento de dispositivos de
rede mantém suas redes estáveis

  • Gerenciamento centralizado que inclui todos os dispositivos e locações
  • Manutenção e atualização inteligentes e baseadas em fatos
  • Mensagens de erro rápidas, melhor estabilidade e segurança

 

Download gratuito
  • Versão ilimitada do PRTG por 30 dias
  • Após 30 dias, se torna a versão gratuita
  • Ou, você pode adquirir uma licença comercial


A infra-estrutura de rede

No coração de toda empresa está sua rede

A rede da empresa faz parte da infraestrutura básica de qualquer negócio. É também um componente essencial, pois permite o trabalho em equipe e fornece acesso à internet. E ainda ela permite que todos os membros da equipe (incluindo a gerência) compartilhem o hardware, as impressoras, os servidores e os serviços de toda a empresa ou seja, se comuniquem e troquem dados uns com os outros.

Estrutura da rede

Uma variedade de dispositivos é necessária para construir uma rede. O roteador conecta a rede local da empresa (LAN/WLAN) à rede de longa distância (WAN), à internet e ao mundo externo. Switches, hubs, cabos, tecnologia sem fio e fontes de alimentação conectam computadores, telefones VoIP, impressoras e servidores ao roteador – e entre si.

Desempenho da rede

Os dispositivos de rede mencionados acima formam a infra-estrutura de rede. Para manter esses dispositivos ativos e funcionando da melhor maneira possível, algumas condições básicas são necessárias. As empresas devem determinar como os dados são trocados entre esses dispositivos e investir em um gerenciamento de dispositivos de rede bem definido. Quando atingidas, essas condições tornam a solução de problemas mais eficiente do que nunca. Ao gastar menos tempo tentando detectar problemas, as empresas não apenas reduzem o tempo de inatividade ao mínimo, como também economizam dinheiro e evitam perdas nas vendas.

Como o gerenciamento inteligente de dispositivos de rede ajuda?

Otimizando o gerenciamento de dispositivos

Otimizando o gerenciamento de dispositivos

Uma maneira de otimizar o gerenciamento de dispositivos de rede é usando uma ferramenta que pesquisa automaticamente a rede em busca de dados atuais e novos dispositivos. Em vez de criar laboriosas planilhas Excel para dispositivos ou inserir informações no software de gerenciamento de dispositivos manualmente, os usuários recebem uma exibição atualizada dos dispositivos de rede disponíveis e informações de status automaticamente.

Esta visão geral também mostra a versão atual do firmware e especifica se os dispositivos precisam de uma atualização ou patch. Idealmente, a atualização será entregue a partir de um local central ou pelo administrador de sistema que é informado de que a ação é necessária.

Painéis, mapas e relatórios tornam as informações da rede tanto resumidas quanto fáceis de entender. Quando a gestão é realizada remotamente a partir de uma localização central, as empresas podem economizar muito excluindo os custos de viagem desnecessários.

Serviço e manutenção

Serviço e manutenção

O gerenciamento de dispositivos de rede é vital para o serviço e a manutenção eficazes dos dispositivos. As visões gerais de status e as informações do banco de dados em tempo real permitem que a manutenção seja planejada a partir de um local central e que as trocas de dispositivos sejam preparadas com antecedência.

No caso de um problema, você pode solucionar todos os dispositivos remotamente. Quando a informação é centralizada, o gerenciamento de erros se torna muito mais fácil.

Avisar com notificações de erro

Avisar com notificações de erro

Se o dispositivo apresentar um mau funcionamento, uma mensagem de erro será exibida no painel ou enviada por e-mail ou SMS. Isso poupa o incômodo de ter que verificar seus dispositivos manualmente. O software de gerenciamento de dispositivos de rede é executado em segundo plano e mantém um olho constante em todos os seus dispositivos.

Você não terá que esperar até que um colega de trabalho ligue freneticamente para avisar que o dispositivo está inativo e que ele é preciso urgentemente, ao invés disso poderá intervir imediatamente quando o software detectar um bug – antes que alguém na empresa perceba que algo está errado.

Segurança e estabilidade

Segurança e estabilidade

O software de gerenciamento de dispositivo de rede permite que os administradores de sistemas determinem se as portas estão abertas ou se o firmware está desatualizado. Ele também pode identificar gargalos de largura de banda, congestionamento da rede e tráfego suspeito.

Caminhos alternativos são importantes para a estabilidade de uma rede. O mapeamento de dispositivos de rede e suas conexões é útil para estabelecer esses caminhos. Sem redundância, o mau funcionamento do dispositivo ou problemas de conexão podem levar a perdas caras de produtividade.

Nota: Gerenciamento com o Simple Network Management Protocol

 

Para gerenciar uma rede, você precisa de informações; informações que podem ser fornecidas por sensores SNMP. SNMP significa Simple Network Management Protocol (Protocolo de Gerenciamento de Redes Simples). É um conjunto de padrões para comunicação com dispositivos em uma rede TCP/IP. O SNMP é útil para o monitoramento de servidores e dispositivos de rede, como hosts, roteadores, hubs e switches.

As ferramentas de monitoramento usam o SNMP para coletar e comparar dados de gerenciamento de rede. Essas informações são necessárias para corrigir erros, tomar decisões baseadas em fatos e gerenciar processos e dispositivos com eficiência.

Cada dispositivo possui vários parâmetros que podem ser medidos e recuperados. Cada parâmetro do dispositivo – por exemplo, o nível de tinta em uma impressora – tem um OID, ou “identificador de objeto”. Os fabricantes de dispositivos de rede fornecem MIBs (bases de informações de gerenciamento) para seus dispositivos, que incluem todos os OIDs disponíveis no dispositivo. Os administradores de sistema incorporam esses MIBs em seu gerenciamento de rede, permitindo assim que as informações necessárias cheguem a tempo.

Quando o gerenciamento de dispositivos de rede faz sentido?

 

O gerenciamento de dispositivos de rede é essencial para pequenas empresas, escritórios, prédios, campus, locais individuais ou distribuídos e salas de servidores únicos ou múltiplos. O mesmo vale para as redes de empresas (até mesmo) menores. O gerenciamento de dispositivos de rede permite que essas empresas, após um período de crescimento, evitem ter de recomeçar do zero, pois sua arquitetura de rede e configurações de dispositivos se tornaram muito complexas para serem compreendidas.

Dica: Outro motivo para incorporar o potencial de crescimento ao gerenciamento de dispositivos de rede está no cabeamento de sua rede. Em muitos casos, esse cabeamento não pode mais ser desfeito ou reconfigurado em um momento posterior.

Projetando as redes de startups... e de lá até as grandes organizações

Projetando as redes de startups... e de lá até as grandes organizações

Para pequenas empresas ou startups, uma instalação simples, incluindo um rack de servidor compacto, roteadores, switches, cabos, estações de trabalho, impressoras e telefones VoIP é geralmente o suficiente. Quando pontos de acesso sem fio e repetidores são adicionados aos roteadores e switches, as redes LAN e WLAN não são mais suficientes.

Em seguida, vêm as VPNs para a equipe de vendas e os funcionários que trabalham em casa, além de redes WAN extensivas. Uma sala de servidores é normalmente suficiente para as PMEs, já as grandes organizações precisam de várias dessas salas, além de espaços de trabalho para suas localizações em cidades e países ao redor do mundo.

O monitoramento e o gerenciamento de dispositivos de rede devem ser dimensionados de acordo com a infraestrutura de rede. As empresas já deveriam ter determinadas ferramentas que possam reagir a essas mudanças e expansões, e que desde o início não estão limitadas em seu escopo. Em outras palavras, as empresas devem estar preparadas para o futuro.

Gerenciando locais distribuídos

Gerenciando locais distribuídos

O gerenciamento de dispositivos de rede é recomendado para lidar com a maior complexidade de locais distribuídos. A comunicação entre locais, clientes externos e parceiros deve ser o mais livre possível de interrupções.

A melhor maneira de monitorar seus vários locais é a partir de um local central, onde um mapa de cada arquitetura de rede pode ser criado remotamente. O monitoramento constante fornece aos administradores de sistema informações sobre a largura de banda e disponibilidade de redes e dispositivos de rede, e automaticamente aciona o alarme quando condições críticas são atingidas.

As sondas remotas são usadas para gerenciar sites distribuídos e redes LAN separadas a partir de uma locação central. Essas sondas coletam dados de monitoramento da LAN e os enviam para um servidor núcleo, onde são analisadas.

Redes de área ampla e redes privadas virtuais (WANs, VPNs)

Redes de área ampla e redes privadas virtuais (WANs, VPNs)

As redes de área ampla (WANs, Wide Area Networks) costumam apresentar falhas, pois se estendem por uma área maior, que pode incluir vários países ou até mesmo continentes. No entanto, os dados da WAN são tão cruciais – ou até mesmo mais críticos – para empresas e organizações como dados de uma LAN.  Aplicativos, serviços e bancos de dados devem estar sempre acessíveis. O mesmo vale para redes VPN, que são vitais para os representantes de vendas e funcionários que trabalham em casa. Em geral, recomenda-se que as WANs e VPNs sejam gerenciadas a partir de um local central.

Gerenciando várias salas de servidores

Gerenciando várias salas de servidores

Um dos maiores desafios para os administradores de sistema reside no gerenciamento de várias salas de servidores. As arquiteturas de servidor separadas devem ser configuradas individualmente e, simultaneamente, para poderem ser gerenciadas a partir de um local central. Sem um software profissional de gerenciamento de dispositivos de rede, esse gerenciamento complexo é quase impossível.

Como funciona uma rede?

 

Os cabos ainda formam a base de quase todas as redes de empresa. Esses cabos devem ser organizados de maneira padronizada. Qualidade e estabilidade são dois fatores principais que são levados em consideração para maximizar as velocidades de transmissão de dados e, assim, facilitar o trabalho dos funcionários.

Na maioria das vezes, os cabos são organizados de acordo com as especificações de cabeamento Ethernet, também conhecidas como “técnica LAN”. Essas especificações aplicam-se tanto a software (protocolos) como a hardware (placas de rede, cabos, distribuidores) e envolvem o uso de quadros de dados para a troca de dados entre a rede local e os dispositivos finais (por exemplo, um computador ou impressora).

Outras variações incluem redes WLAN e a linha de energia (PowerLAN).

Topologia de rede

Topologia de rede

Uma estrutura de rede é descrita por meio de sua topologia ou pela configuração dos dispositivos interconectados que trocam dados na rede. Existem vários tipos de topologias de rede, incluindo anéis, malhas, estrelas, barramentos e árvores.

Algumas topologias são físicas, enquanto outras são lógicas. Os cabos são colocados no nível físico, enquanto que no nível lógico, os dados são trocados entre os elementos individuais da rede. As topologias são representadas graficamente por nós e arestas, também conhecidos como “mapas”.

A topologia de uma rede contribui para o seu grau de estabilidade. Portanto, é vital que existam caminhos alternativos entre os nós da rede. A topologia também pode ajudar a avaliar o desempenho e escolher o hardware apropriado.

Outros recursos: documentação e ferramentas de gerenciamento de rede

Outros recursos: documentação e ferramentas de gerenciamento de rede

Os administradores de sistema precisam de uma visão geral constante da rede de sua respectiva empresa, tanto para manter as estruturas de rede em execução quanto para chegar rapidamente à raiz dos problemas. Documentação de rede precisa é, portanto, essencial. Também faz sentido criar um mapa da arquitetura de rede. As ferramentas de gerenciamento de rede com funções de descoberta automática são úteis para fornecer uma visão geral dos dispositivos de rede, encontrar novos dispositivos e obter status.

Sem documentação, uma rede baseada em ideias simples – mas (agora possivelmente) esquecidas – se deteriorará em fragmentos. Quando a solução de problemas ou a expansão é necessária no futuro, muitas vezes não é mais claro por que certas medidas foram tomadas. Em muitos casos, a pessoa responsável pela introdução das medidas já saiu da empresa. Mesmo pequenos problemas podem se transformar em tarefas insolúveis que exigem inúmeras horas de trabalho.

O cenário da rede

Dispositivos de rede podem ser divididos em dois grupos

De um modo geral, os dispositivos de rede são os dispositivos necessários para construir uma rede e manter a comunicação fluindo. Dispositivos de rede incluem hubs, roteadores, switches, repetidores e pontos de acesso sem fio. Esses dispositivos devem ser configurados e incluir o firmware que por sua vez deve ser atualizado.

Em um sentido mais amplo, os dispositivos de rede são os dispositivos finais conectados uns aos outros pela rede, ou seja, os dispositivos para os quais a rede é usada: computadores, impressoras, servidores de mídia, telefones VoIP etc. Esses dispositivos exigem largura de banda suficiente conexões básicas e, idealmente, conexões redundantes no caso de falha de dispositivos ou conexões individuais.

 

Dispositivos de rede no sentido geral

Modems


Modems

Os modems são usados para trocar sinais digitais entre dois dispositivos digitais finais através de vastos canais de transmissão. Para tal troca funcionar, os sinais devem primeiro ser modulados. Os modems são conectados à rede para fornecer a ela o acesso à internet. Tipos comuns de modems incluem modems de linha dedicada, modems DSL, modems de fibra ótica e modems a cabo.

Hubs


Hubs

Os assim chamados hubs conectam os computadores em uma rede, para que esses computadores possam se comunicar uns com os outros. Os hubs operam exclusivamente na camada 1 do modelo OSI (camada de enlace de dados) ou na camada física. A desvantagem dos hubs é que as informações só podem ser enviadas para todas as máquinas conectadas (e não para as individuais), e as mensagens podem apenas ser enviadas ou apenas ser recebidas. 

Switches

 

Switches

Hoje, a maioria das redes usa switches em vez de hubs. Como hubs “inteligentes”, os switches verificam onde as informações devem ser enviadas (por exemplo, para qual computador). Quando isso é determinado, outros computadores não entram no jogo. Os switches podem enviar e receber mensagens ao mesmo tempo. Eles operam na camada 2 do modelo OSI e, assim, decidem por meio de um endereço MAC, qual computador deve receber a mensagem.

Roteadores

 

Roteadores

Os roteadores conectam redes separadas com arquiteturas e protocolos diferentes. Eles geralmente conectam a rede interna (LAN) à internet (WAN). Os roteadores permitem que vários computadores usem a mesma conexão (gateway). Eles reconhecem quando determinado computador visita determinado URL e retorna as informações solicitadas ao computador correspondente. Para traduzir os vários protocolos, os roteadores operam na camada 3 do modelo OSI ou na camada de rede.

Wireless access points

 

Pontos de acesso sem fio

Os pontos de acesso sem fio interagem com dispositivos de comunicação sem fio com redes de dados fixas (LAN, telefone, cabo, fonte de alimentação, etc.). Exemplos de pontos de acesso sem fio incluem laptops e dispositivos móveis finais, assim como computadores desktop, impressoras e projetores com adaptadores sem fio. Os pontos de acesso sem fio permitem que a cobertura da rede (e, portanto, o acesso à rede) seja a mais abrangente possível.

Repetidores

 

Repetidores

Os repetidores (ou repeaters) são usados para amplificar sinais de rede, de modo que o comprimento máximo do cabo em LANs com topologias de barramento possa ser aumentado e a rede mais estável. Os repetidores de WLAN são usados para aumentar o alcance de uma rede sem fio. Quase todos os pontos de acesso sem fio comerciais modernos oferecem módulos repetidores para fornecer a edifícios, propriedades e recintos maiores uma cobertura de rede suficiente. 

 

Dispositivos de rede no sentido mais amplo

No sentido mais amplo, os dispositivos de rede são dispositivos conectados à rede para serem acessados pelos usuários. Isso inclui os chamados “dispositivos finais”, como computadores, impressoras e projetores. Outros tipos de dispositivos finais incluem NAS (armazenamento anexado à rede), servidores de mídia, etc.

 

Monitoramento como base do gerenciamento de dispositivos de rede

 

Quando a conexão está interrompida, o desempenho estiver prejudicado ou houver um mau funcionamento da rede ou dos dispositivos finais, os funcionários rapidamente pressionam o botão de pânico. Além disso, esses problemas parecem sempre ocorrer antes de uma data importante. Quando surgem falhas, o departamento de TI deve correr para resolver o problema. Para fazer isso, ele deve estar armado com as informações corretas sobre a rede e seus dispositivos.

Para as empresas, as interrupções no trabalho significam custos mais altos de mão-de-obra, perdas nas vendas e perda de pedidos. Por isso, é uma boa ideia tomar medidas preventivas em vez de perseguir os problemas só quando eles aparecerem. Com um software de monitoramento centralizado, as empresas geralmente reconhecem e são notificadas sobre problemas com dispositivos de rede antes que esses problemas afetem o fluxo de trabalho.

Quando se trata de gerenciamento de dispositivos de rede, o monitoramento ajuda a determinar parâmetros individuais, a localizar automaticamente os dispositivos de rede e manter os dados do dispositivo de rede atualizados. Ele também permite a criação de alertas que podem notificar o usuário sobre situações críticas, como quando um dispositivo está prestes a se sobrecarregar. Os administradores de sistema são alertados automaticamente sempre que ocorre um erro ou os sensores do software reconhecem que um valor de limite personalizado foi atingido.

Uma olhada no monitoramento com o PRTG

 

Como o software de monitoramento PRTG pode ajudar?

 

O PRTG Network Monitor fornece monitoramento de rede pronto para uso. Após a instalação, ele imediatamente exibe resultados iniciais de monitoramento, e executa sua função de Auto Discovery (detecção automática) para detectar todos os dispositivos de rede disponíveis. Como o PRTG usa o protocolo padrão de fabricação de hardware, nenhuma instalação adicional é necessária.

O PRTG funciona com (quase) todos os dispositivos compatíveis com SNMP, incluindo switches, roteadores e firewalls gerenciados. O PRTG é uma ferramenta de monitoramento de front-end baseada na Web simples e intuitiva que possui painéis personalizados, mapas, alertas e relatórios.

Quando usado como uma ferramenta de gerenciamento de rede, o PRTG pode monitorar a disponibilidade e a atividade de dispositivos de rede. Ele reúne dados em tempo real e facilita o monitoramento e o gerenciamento de todos os dispositivos em sua rede. O PRTG coleta e analisa traps SNMP e as mensagens syslog de seus dispositivos de rede a partir de um local central.

O PRTG monitora todos os dispositivos e servidores na LAN O PRTG é uma solução completa que leva em consideração todos os aspectos da sua arquitetura de rede. Erros também podem ser detectados quando eles surgem em outras partes da sua infraestrutura de TI. Ao gerenciar os dispositivos de rede de forma proativa, as empresas podem manter as paralisações a um mínimo e garantir assim que seus funcionários permaneçam satisfeitos.

PRTG Maps

PRTG Maps

O recurso PRTG Maps facilita a visualização de como os dispositivos de rede estão relacionados entre si. Os mapas oferecem uma representação gráfica da topologia da sua rede. Eles permitem que você visualize o arranjo de toda a rede e os dispositivos finais que estão conectados e trocando dados através da rede.

Dispositivos e nós defeituosos podem ser vistos rapidamente por meio de mapas de rede, que incluem ícones de status para cada dispositivo. Em alguns casos, esses mapas permitem a identificação de correlações, que não podem ser determinadas por uma lista de dispositivos simples.

Você também pode usar mapas para verificar a estabilidade de sua rede ou se existem caminhos internodais alternativos, juntamente com os habituais, e assim garantir que a rede permaneça operacional, mesmo se uma conexão individual falhar.

Por fim, o conhecimento da topologia de rede pode ser usado para avaliar o desempenho dos investimentos e selecionar o hardware correto na hora de expandi-lo.

Painéis PRTG

Painéis PRTG

O PRTG vem com uma variedade de painéis que exibem dispositivos de rede como listas ou árvores hierárquicas. Entre outras coisas, os painéis permitem que você veja quais dispositivos consomem a maior ou menor quantidade de largura de banda e os dispositivos que não podem ser acessados via ping. Os painéis de controle preparam informações de uma maneira fácil de entender por todos.

Os painéis são simples, mas extremamente poderosos. Cenários complexos podem ser exibidos combinando várias fontes de dados com fontes de dados externas e código HTML individual. Exemplo: Antes de um lançamento importante do produto, você pode ter todos os dados principais exibidos em um painel, incluindo a previsão do tempo para o dia da apresentação.

Saiba mais no Manual Designer de Mapas.

Relatórios PRTG

Relatórios PRTG

O PRTG cria relatórios personalizados que são perfeitos para enviar informações de monitoramento para seus colegas de trabalho ou gerentes. Esses relatórios também podem ser gerados automaticamente. Você pode, por exemplo, configurar o recurso de mapas de modo que os dados do sensor sejam enviados mensalmente aos seus superiores. Você também pode fornecer a outros administradores (bem como a você mesmo) uma visão geral periódica do desempenho da rede da empresa ou números que resultaram em problemas no passado.

Sensores PRTG

Sensores PRTG

O PRTG vem com uma grande seleção de sensores projetados especialmente para o gerenciamento de dispositivos. Se o sensor requerido não estiver pré-configurado, o PRTG permite que você crie seus próprios sensores personalizados para o trabalho. Graças a uma API poderosa, todos os dados do sensor são extremamente fáceis de chamar. Você também pode incorporar dados de fontes externas em seu monitoramento e, assim, tornar sua análise de dados ainda mais eficiente.

Mais informações sobre os sensores:

 

 i O que é um sensor?

Em PRTG "Sensores" são os elementos básicos de monitoramento. Um sensor normalmente monitora um valor medido em sua rede, por exemplo, o tráfego de uma porta de comutação, a carga da CPU de um servidor, o espaço livre de uma unidade de disco. Em média, você precisa de cerca de 5-10 sensores por dispositivo ou um sensor por porta de comutação.

Veja o vídeo (3:26 min., inglês)

Especial: Sondas remotas:

Especial: Sondas remotas:

A ferramenta PRTG Network Monitor permite monitorar e gerenciar redes e dispositivos de rede em vários locais diferentes. Isso é possível através de testes remotos. As sondas remotas podem ser usadas de várias maneiras, em particular para o monitoramento centralizado de locais distribuídos.

As sondas remotas são pequenos programas que podem ser executados em qualquer computador da rede. Eles permanecem em contato constante com a máquina que executa o PRTG, fornecendo a este um fluxo constante de informações de monitoramento.

As sondas remotas podem ser instaladas na mesma rede que seu servidor núcleo ou em outras redes. Se a conexão física entre a sonda remota e o servidor núcleo for perdida, a sonda armazenará temporariamente os dados de monitoramento e os enviará assim que a conexão for restabelecida.

Quais são os benefícios dessa tecnologia?

Quais são os benefícios dessa tecnologia?

As sondas remotas podem ser usadas por qualquer empresa com locais distribuídos, VPNs ou segmentos de rede separados por um firewall, mas que devem fazer parte do monitoramento de rede centralizado.

As sondas remotas também são uma solução prática e eficaz para provedores de serviços de TI que desejam oferecer um nível mais alto de serviço monitorando e gerenciando redes diretamente dentro das infraestruturas de seus clientes.

Essa tecnologia também é extremamente útil para fornecer soluções técnicas específicas, como:


  • Distribuir tarefas de monitoramento para vários computadores diferentes
  • Proteger conexões para a transferência de dados de monitoramento
  • Monitorar serviços isolados como e-mail ou servidores da web
  • Medir a qualidade de serviço (QoS) de uma rede (em particular, VoIP)

Saiba mais no nosso whitepaper sobre sondas remotas.

Confiado por mais de 300.000 usuários e
reconhecido como líder por analistas do setor

 

“Solução fantástica de monitoramento de rede e infraestrutura, fácil de implementar e ainda mais fácil de usar. Simplesmente a melhor solução melhor disponível.”


Leia mais avaliações

“O software é absolutamente perfeito, o Suporte ao Cliente é superior. Atende a todas as necessidades e requisitos. Esta é uma solução obrigatória se você estiver precisando de alguma forma de monitoramento.”

Leia mais avaliações

“A ferramenta destaca-se no seu foco principal de ser um serviço unificado de gerenciamento de infraestrutura e monitoramento de rede.”


Leia mais avaliações

 

  • Versão ilimitada do PRTG por 30 dias
  • Após 30 dias, se torna a versão gratuita
  • Ou, você pode adquirir uma licença comercial

11 boas razões para escolher o PRTG como seu gerenciamento de dispositivos de rede

Minimizar o tempo de inatividade

Minimizar o tempo de inatividade

Os detectores de erro de ação rápida e os indicadores de sobrecarga ajudam a minimizar o tempo de inatividade dos dispositivos de rede.

Caminhos alternativos mantêm os canais de comunicação seguros

Caminhos alternativos mantêm os canais de comunicação seguros

O PRTG Maps permite determinar se um canal de trabalho regular está inativo e usar ou criar um caminho alternativo para preencher a lacuna.

Gerenciar impressoras, projetores e cafeteiras

Gerenciar impressoras, projetores e cafeteiras

O PRTG fornece dados importantes sobre todos os dispositivos compatíveis com SNMP, incluindo impressoras, projetores e até cafeteiras. Como resultado, você saberá imediatamente se a tinta da impressora está baixa ou se a lâmpada do projetor precisa ser substituída.

Identificar engarrafamentos de rede

Identificar engarrafamentos de rede

O software profissional de gerenciamento de dispositivos de rede possibilita a detecção de gargalos de largura de banda diretamente no roteador.

Otimizar o gerenciamento de dispositivos

Otimizar o gerenciamento de dispositivos

O software de gerenciamento de dispositivos de rede permite gerenciar atualizações a partir de um local central e fornece coleta de dados centralizada, o que facilita o estabelecimento de planos de manutenção. Com as sondas remotas, esses recursos de gerenciamento também funcionam para locais distribuídos.

Sua rede em uma olhada só

Sua rede em uma olhada só

Um painel intuitivo fornece uma visão geral dos dados de monitoramento da rede e dos dispositivos da rede. Administradores de sistema podem combinar dados em um painel para identificar correlações.

Sensores e alertas personalizados

Sensores e alertas personalizados

A poderosa API do PRTG fornece monitoramento que é personalizado para dispositivos de rede individuais. Sensores adicionais podem ser adicionados com alguns cliques rápidos. E, graças aos alertas do PRTG, os administradores de sistema estão preparados para possíveis ameaças à rede da empresa.

Software tudo-em-um para monitoramento de alto desempenho

Software tudo-em-um para monitoramento de alto desempenho

O PRTG monitora efetivamente todos os parâmetros em seu ambiente de monitoramento. Como resultado, os problemas podem ser encontrados mais rapidamente e evitados no futuro de forma proativa. Isso economiza tempo e dinheiro.

Reduzir riscos e complexidade com monitoramento centralizado

Reduzir riscos e complexidade com monitoramento centralizado

Quando se trata de monitorar tráfego de rede e dispositivos de rede, o PRTG é mais eficaz na redução de riscos e complexidade do que uma variedade de ferramentas individuais trabalhando juntas. E graças a sondas remotas, vários locais podem ser monitorados ao mesmo tempo.

Monitoramento melhora a segurança de suas redes

Monitoramento melhora a segurança de suas redes

O PRTG facilita detectar brechas de segurança (como portas abertas) e anomalias no tráfego de rede. Conexões não criptografadas entre dispositivos também podem ser protegidas.

Desempenho orientado para o futuro

Desempenho orientado para o futuro

Crescimento significa mais funcionários, mais dispositivos e mais tráfego – com o PRTG, os dispositivos podem ser monitorados de forma abrangente com uma ferramenta central, enquanto gargalos e outros problemas de desempenho podem ser evitados com o uso de um sensor PRTG especial, como o Sensor Status do hardware SNMP.

 

“A maior vantagem do PRTG? Com ele você pode ficar tranquilo.“

Steffen Ille, Universidade Bauhaus Weimar, Alemanha

Gerenciamento de dispositivos de rede na prática

Gerenciamento de impressoras

Gerenciamento de impressoras

As impressoras devem permanecer funcionais e os processos de trabalho tão livres de interrupções quanto possível. Na mesma meta, os funcionários não devem se preocupar se a impressora está online ou tem tinta suficiente. No entanto, os administradores de sistemas nem sempre são capazes de controlar esses fatores localmente. Com o PRTG, os administradores de sistemas podem usar o monitoramento remoto para saber o status de cada impressora na rede e ser prontamente notificado se algo estiver errado.

O PRTG encontra automaticamente as impressoras na rede corporativa, mesmo em locais remotos. Com o PRTG, o monitoramento da impressora é muito fácil. O gerenciamento da impressora é realizado através do uso do Sensor de Impressora SNMP, bem como de um sensor genérico para monitorar os vários tipos de impressoras.

A Ferramenta de Monitoramento de Impressora PRTG é executada em segundo plano e envia um alerta imediatamente se a tinta ou o papel de uma impressora estiver acabando, ou se, após um determinado número de páginas impressas, uma impressora precisar ser substituída.

Gerenciamento de roteador

Gerenciamento de roteador

Todos os dados da rede passam pelos roteadores. Como os hubs de sua LAN, os roteadores incorporam hardware como impressoras e servidores e, portanto, devem ser completamente monitorados. Quanto mais cedo os administradores de sistema forem avisados sobre seus roteadores sobrecarregados, mais rápido eles poderão intervir. O PRTG fornece um fluxo constante de informações sobre roteadores. Ele também permite que vários roteadores em diferentes locais remotos sejam monitorados simultaneamente.

Se um roteador desligar sozinho durante a noite, normalmente ninguém sabe até o dia seguinte. Não é assim com o PRTG. O PRTG Sensor Tempo de atividade do sistema SNMP monitora a disponibilidade da rede em todas as horas do dia e da noite.

E graças ao recurso PRTG Auto Discovery e aos numerosos modelos de dispositivos do software, os dispositivos de rede são imediatamente incorporados ao seu monitoramento. O PRTG monitora os roteadores de todos os principais fabricantes, incluindo Cisco, Dell, Linksys e NetGear.

A maioria dos softwares de monitoramento de largura de banda só verifica o tráfego da internet em um único dispositivo. Mas, para medir o tráfego de dados em uma rede, os dados devem ser monitorados diretamente nos roteadores. O PRTG Network Monitor informa sobre todo o tráfego de dados que flui através de um roteador.

Com o gerenciamento de roteamento baseado em monitoramento, você também verá imediatamente se a segurança de sua rede está em risco, por exemplo, devido a uma porta aberta.

Gerenciamento de Switch com o PRTG

Gerenciamento de Switch com o PRTG

Por serem nós de distribuição, os switches estão sob grande pressão. Basta apenas um switch se sobrecarregar e toda a sua LAN pode sofrer. Com o PRTG, os administradores de sistema nunca perdem os switches de vista. Se um switch se sobrecarregar, eles saberão imediatamente e de uma só vez.

O PRTG é compatível com qualquer fabricante de switches que ofereça SNMP, incluindo Cisco, HP, Huawei, Dell e outros. O PRTG também vem com sensores SNMP pré-configurados para muitos fabricantes de switches líderes, o que acelera o processo de configuração.

O Sensor Sniffer de pacotes monitora o tráfego e filtra de acordo com endereços IP, protocolos e tipos de dados. Os sensores sFlow, jFlow e NetFlow monitoram o tráfego e a largura de banda dos switches Cisco e Juniper.

Se uma porta do switch estiver aberta, o PRTG o notificará imediatamente. Como resultado, você pode fechar os gateways e melhorar a segurança de sua rede.

Gerenciando dispositivos de rede da Cisco

Gerenciando dispositivos de rede da Cisco

A Paessler é um membro da Cisco Developer Network. O PRTG vem com sensores que fornecem os dados necessários para o gerenciamento de dispositivos da Cisco, esteja você monitorando uma solução de roteador, comutador, ponto de acesso ou até mesmo o VoIP da Cisco. Juntamente com sensores para sistemas Cisco (como sensores NetFlow), o PRTG vem com sete sensores SNMP que foram especificamente configurados para dispositivos Cisco.

O SNMP é um padrão simples. O NetFlow é particularmente adequado para redes de alto tráfego, pois o roteador torna as cargas de dados suportáveis consolidando os dados de largura de banda antes de enviá-los. O NetFlow também é importante se você quiser classificar o tráfego por protocolos de rede ou endereços IP.

Criando uma conexão criptografada entre dispositivos de rede

Criando uma conexão criptografada entre dispositivos de rede

O padrão de criptografia SNMP v3 ainda é relativamente desconhecido. O SNMP v1, que é usado por muitos dispositivos, oferece apenas autenticação de dados simples e não é muito seguro para enviar texto sem formatação. Embora o SNMP v1 seja bom para transmitir o nível de tinta das impressoras, ele não é adequado para dados de roteador mais confidenciais. Com esse padrão, você corre o risco de ter o comportamento de navegação de colegas de trabalho e gerentes revelado e posteriormente usado para ataques de hackers.

Muitas vezes, no entanto, não há alternativa viável para o SNMP v1. Com as sondas remotas do PRTG, você obtém uma solução que impede esses riscos de segurança. Como um administrador de sistema, é o seu trabalho assegurar que os dados confidenciais não sejam interceptados enquanto eles chegam ao servidor central. Ao instalar uma sonda remota na rede desses dispositivos, os dados podem ser transmitidos por meio de uma conexão criptografada por SSL entre a sonda e o servidor e, desta forma, chegar com segurança ao seu destino.

Monitoramento de Portas

Monitoramento de Portas

Postas abertas colocam sua rede em risco. Elas são usadas, entre outras coisas, para introduzir cavalos de Tróia. Embora seja verdade que muitos administradores consideram a segurança como prioridade, quando se trata de gerenciamento de dispositivos de rede, é preciso um esforço sobre-humano para verificar constantemente quais portas estão abertas e quais fechadas.

Muitas vezes as portas são abertas temporariamente para aplicações individuais e depois simplesmente esquecidas. O software de gerenciamento de dispositivos de rede oferece controle sobre suas portas. Ele melhora a segurança da sua rede (e, por sua vez, da empresa) e permite que as portas sejam configuradas corretamente. Nesses casos, o PRTG usa o protocolo TCP e mantém os administradores atualizados por meio de um sistema de alarme incorporado e personalizável.

Atualize o firmware dos dispositivos de rede

Atualize o firmware dos dispositivos de rede

Quando os dispositivos de rede funcionam mal, o problema também pode estar no firmware da empresa. Seu firmware está desatualizado? Se assim for, então um patch pode ser necessário para fechar as brechas de segurança ou corrigir os erros. Você tem a versão mais recente do firmware? Em caso afirmativo, a atualização mais recente ainda assim pode estar sujeita a erros.

Embora as atualizações forneçam novos recursos de gerenciamento de rede, elas também podem criar problemas na arquitetura da rede. Antes de instalar uma atualização, você deve saber exatamente o que mudou. Como regra geral, no entanto, se você deseja evitar brechas de segurança, você deve estar regularmente à procura de novas atualizações.

 Outras ideias mais específicas:

  • Encontre o endereço IP dos dispositivos de rede
  • Importe as configurações de dispositivos de rede proprietários
Quote Daniel Elsner

Dica prática: Olá Daniel, você tem alguma dica de monitoramento de portas na manga?

“Com roteadores, switches, hubs e pontes, sua rede tem uma grande quantidade de portas que potencialmente precisam ser monitoradas. Por isso, eu gostaria de recomendar a criação de pelo menos um sensor ativo por porta em cada um dos seus componentes de rede principais. Ao fazer isso, você pode monitorar todas as portas ativas do seu dispositivo de rede, bem como a CPU e a RAM do dispositivo. Por outro lado, para os componentes da rede que não são tão importantes, muitas vezes é suficiente utilizar sensores pausados, em vez de monitorar ativamente todas as portas.”

Daniel Elsner, Desenvolvimento de Produto PRTG

PRTG facilita a sua vida!

Deixe o nosso software de monitoramento rígido trabalhar por você.
Assim, você pode se concentrar no seu trabalho do dia-a-dia com paz de espírito total.

 

PRTG economiza tempo

PRTG é uma solução centralizada para toda a sua rede. Switches, roteadores, servidores, estações de trabalho, dispositivos... Desfrute de uma rápida visão geral em todos os momentos através do nosso painel e aplicativo.

PRTG poupa nervos

Personalizar PRTG é muito fácil. Começar ou mudar de outra ferramenta de monitoramento de rede para PRTG é fácil graças à detecção automática e aos modelos de dispositivos pré-configurados.

PRTG poupa custos

80% dos nossos clientes relatam uma economia significativa na gestão da LAN. A experiência mostra que os custos das licenças se pagam por si só em questão de semanas.

 

Sua rede em uma olhada só

PRTG pode ser iniciado em poucos minutos e é compatível com diferentes dispositivos.

 

PRTG comes with all the features you need, plus more your IT infrastructure won't want to live without.

 

PRTG monitora esses e tantos outros fabricantes e aplicativos para você!

 

 

PRTG The Swiss Army knife

PRTG: O canivete suíço para administradores de sistema

Adapte o PRTG individualmente e dinamicamente às suas necessidades contando com
uma API forte:

  • HTTP API: Acesse o monitoramento de dados e manipule objetos de monitoramento usando solicitações HTTP
  • Sensores Personalizados: Crie seus próprios sensores para monitoramento personalizado
  • Notificações feitas sob encomenda: Crie suas próprias notificações para enviar alarmes para sistemas externos
  • Sensor REST (Customizado): Monitore quase tudo o que fornece XML ou JSON

Ainda não está convencido?

 

 

Mais de 300.000 administradores
adoram PRTG

PRTG é usado por empresas de todos os tamanhos. Os administradores adoram PRTG porque ele facilita muito o trabalho.

Ainda não está convencido?

 

Monitore toda a sua
infraestrutura de TI

Largura de banda, servidores, ambientes virtuais, websites, serviços VoIP – PRTG monitora toda a sua rede.

 

 

Experimente PRTG
gratuitamente

As necessidades de monitoramento variam. Por isso deixamos você experimentar PRTG gratuitamente. Comece agora mesmo o seu período de testes de 30 dias.

 

PRTG

Software de Monitoramento de redes - Versão 21.2.67.1562 (April 21st, 2021)

Hosting

Disponível como download para Windows e na versão hospedada PRTG Hosted Monitor

Idiomas

Inglês, Alemão, Espanhol, Francês, Português, Holandês, Russo, Japonês e Chinês Simplificado

Preços

Até 100 sensores gratuitos (Lista de preços)

Unified Monitoring

Dispositivos de rede, banda, servidores, aplicações, ambientes virtuais, sistemas remotos, IoT e muito mais

Aplicações e Fornecedores Suportados

Veja mais

This third party content uses Performance cookies. Change your Cookie Settings or

load anyways

*This will leave your Cookie Settings unchanged.