PUCRS usa o PRTG para monitorar
de catracas a aplicações de ensino remoto
e atingir quase 100% de disponibilidade

 

Sobre a PUCRS

Com sede em Porto Alegre, a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) conta com 14 mil alunos e 4.5 mil professores, oferecendo mais de 50 cursos de graduação e pós-graduação, além de administrar o Hospital São Lucas, Museu de Ciência e Tecnologia, TecnoPUC e o Instituto do Cérebro. Com 350 servidores no campus, a área de infraestrutura da PUCRS é responsável por 900 pontos de acesso, 350 switches, 20 bancos de dados e dois datacenters. Para maiores informações: https://www.pucrs.br/

 

 

“O PRTG permite que a área de infraestrutura antecipe a necessidade de mais espaço de armazenamento, o que nos dá uma visão preditiva que facilita planejar aquisições de novos recursos.”

Gelson do Amaral, Coordenador de segurança e infraestrutura da PUCRS

 

Destaques

  • A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) utiliza 7,5 mil sensores PRTG da Paessler para monitorar servidores, dispositivos da rede, banco de dados, serviços, aplicativos e datacenters.
  • A universidade também utiliza o PRTG para monitorar as catracas do campus e dezenas de aplicações, incluindo sistemas de suporte ao ensino remoto.
  • O PRTG acompanha o histórico de consumo dos equipamentos e, com esses dados, é possível prever o crescimento do parque, com tempo para alocar investimentos e alterar serviços, sem parada na operação.

Desafio

A equipe de TI da PUCRS sentiu necessidade de monitorar mais de perto os servidores, dispositivos da rede, banco de dados, serviços, aplicativos e datacenters. Era fundamental, também, ganhar controle sobre dispositivos como catracas e aplicações como plataformas de EAD. Entre as principais demandas da universidade estava o acompanhamento da disponibilidade do parque de computadores composto por 350 servidores e alertas sobre a entrada de novos dispositivos na rede. Prever o espaço em disco também era vital para que o processamento fluísse sem sobressaltos. A área de infraestrutura buscava, também, antecipar a necessidade do espaço de armazenamento e obter maior visualização da rede e dos sensores para planejar com precisão o direcionamento de recursos.

A princípio, a equipe de infraestrutura trabalhou com uma plataforma de monitoração que exigia o desenvolvimento interno de sensores para medir o comportamento de componentes de rede, equipamentos e sistemas. Isso atrasava o cronograma, diminuindo a agilidade necessária para suportar os processos da PUCRS. Essa dificuldade foi vencida com a adoção do PRTG Network Monitor, da Paessler, que monitora todo o parque e permitiu que a PUCRS alcançasse quase 100% de disponibilidade da rede, dispositivos e aplicações.

Solução

A equipe de infraestrutura da PUCRS realizou PoCs com diversas plataformas de mercado e optou pelo PRTG por exigir menos desenvolvimento interno, entregando recursos de monitoramento adequados às necessidades da universidade. A ferramenta da Paessler superou outros sistemas de monitoramento por ser mais completa, de fácil gerenciamento e custo acessível.

O sistema permitiu uma melhor gestão de toda a infraestrutura, acompanhando a disponibilidade da rede para que não falte recursos aos alunos e professores.

O PRTG mapeia, por exemplo, o histórico de consumo dos equipamentos na PUCRS. Com esses dados é possível prever o crescimento do parque, com tempo para alocar investimentos e alterar serviços, sem parada na operação. O principal objetivo da universidade foi alcançado: manter tudo rodando o maior tempo possível, evitando que alunos e professores tenham que ligar para o suporte para pedir mais recursos.

O sistema acompanha o histórico do consumo que os usuários fazem dos equipamentos e, com esses dados, é possível prever o crescimento do parque, com tempo para alocar investimentos e alterar serviços, sem parada na operação. Além da excelência técnica da plataforma de monitoração de equipamentos e dos datacenters, a equipe de infraestrutura da PUCRS considerou essencial contar com o suporte e as atualizações distribuídas pela Paessler. 

Parceiro

Para atender as necessidades específicas da PUCRS, a Eleven – Soluções em Tecnologia, parceira da Paessler no Rio Grande do Sul, participou da implementação da plataforma no campus. A Eleven desenvolveu sensores para o monitoramento dos canais de voz do PABX IP que mapeiam o uso real de linhas telefônicas dentro do campus, colaborando para a otimização desse serviço e redução de custos. Outros sensores desenvolvidos pela Eleven são focados no uso de endereços IP pela instituição, algo crítico para a realização de acessos. A Eleven criou, também, relatórios gerenciais retratando o grau de disponibilidade dos recursos do ambiente da PUCRS.

O time Eleven desenhou, ainda, dashboards e ícones que representam os diversos sensores espalhados pelo campus e emitem alertas no caso de falhas, facilitando a operação do service desk.

As soluções desenvolvidas pelo time Eleven colaboram com a visualização da rede e dos sensores por meio de dashboards, o que permite redirecionar equipamentos e recursos de uma área de baixo consumo para suprir outra.

Futuro

O uso do PRTG na PUCRS começou com o monitoramento básico e gradativamente alcançou todo o parque de equipamentos, e vai continuar evoluindo conforme novos recursos forem adicionados à infraestrutura. A equipe da PUCRS planeja contar com alertas automáticos de chamadas de suporte ao service desk da universidade.  

 

 

“O PRTG nos ajuda a prever o uso dos endereços IP em cada área, algo fundamental para que não falte rede de acesso aos alunos, professores e funcionários.”

Gelson do Amaral, Coordenador de segurança e infraestrutura da PUCRS

 

Benefícios

A PUCRS obteve o monitoramento de todo seu parque de equipamentos por meio de 7,5 mil sensores PRTG que controlam 350 servidores, 900 pontos de acesso, 350 switches, 20 bancos de dados e dois datacenters. A plataforma da Paessler também controla o volume de CO2, temperatura, umidade, ar-condicionado e fechamento de portas dos datacenters.

A flexibilidade do PRTG permite que a plataforma monitore até mesmo as catracas de entrada e saída de estudantes do campus, além de aplicações de ensino remoto cuja demanda aumentou durante a pandemia do Coronavírus.

A plataforma centraliza as informações sobre todo o ambiente digital da PUCRS e conta com um mecanismo que aciona notificações quando parâmetros definidos pela área de infraestrutura são ultrapassados, enviando e-mail, SMS ou aviso no aplicativo do gestor quando necessário. O PRTG permitiu que a universidade alcançasse disponibilidade da rede, dispositivos e aplicações próxima a 100%.

A PUCRS conta com relatórios sobre a disponibilidade da rede que permitem aos gestores acompanharem a performance do ambiente digital, trazendo uma visão gerencial alinhada com as metas da universidade.

Com a ajuda do PRTG, a equipe de infraestrutura da PUCRS consegue monitorar todos os equipamentos sem ajuda de terceiros.

 

Também interessante

Mais Dados Digital

Prestadora de serviços especializada em Oracle Cloud usa a ferramenta para monitorar 11 mil sensores implementados em 322 corporações

Leia mais

Primus TI

Estudo de caso: O diretor da PRIMUS IT diz que a PRTG é seu melhor funcionário, trabalhando incansavelmente 24x7x365 por anos.

Leia mais

PRTG auxilia SuperVia no monitoramento dos Sistemas críticos para a Operação

Companhia de transporte ferroviário está usando o software PRTG Network Monitor para monitorar o ambiente de TI

Leia mais

 

Download gratuito

Versão ilimitada do PRTG por 30 dias. Após 30 dias, se torna a versão gratuita.
Ou, você pode adquirir uma licença comercial.

This third party content uses Performance cookies. Change your Cookie Settings or

load anyways

*This will leave your Cookie Settings unchanged.